Um paraíso único. É o que se pode dizer destas ilhas encravadas no Golfo de Tonkin, no norte do Vietnã. Por isso a Unesco tornou a região Patrimônio da Humanidade.

Beleza e mistério se misturam na Baía de Halong, situada na costa norte do Vietnã, na região da cidade de Haiphong, distante 170 quilômetros da capital, Hanói. A baía é um dos locais mais visitados do país. “Ha Long”, em vietnamita, significa “onde o dragão entra no mar”.

Conta a lenda que a paisagem magnífica deste lugar foi criada por um dragão, ser fantástico e protetor do Vietnã, que teria descido para domar as correntes marinhas. Na verdade, dizem geólogos, as 1969 ilhas e ilhotas de calcário que emergem desse oceano de águas verdes e límpidas se formaram durante milênios, esculpidas pelas próprias águas e pelos ventos. Elas ocupam uma área de 1500 quilômetros quadrados que vai até perto do sul da China.

A melhor forma de visitar este “arquipélago” inesquecível repleto de cavernas e de vilarejos de pescadores é a bordo de um dos barcos coloridos que estão sempre a postos para receber os deslumbrados viajantes.

A beleza cénica do sítio é complementada pelo seu interesse biológico. As ilhas tem um número infinito de praias, grutas e cavernas.

A Baía de Halong ou a Baía de Ha Long é um dos lugares mais impressionantes e bonitos que pode encontrar no Vietname. Não é apenas a porta principal, no norte, é também um dos lugares mais belos do país e do Sudeste Asiático.

O QUE FAZER EM HALONG:

* Leve caminhada até um monte para a vista panorâmica;

* Banho de mar;

* Passeio de “sampana” (típica embarcação rústica de madeira).

* Exploração à gruta de Tieng Ong, com estalactites que formam vários desenhos como o tema de cortinas de pedras magníficas.

* Ver o nascer do sol

* Participar da demonstração de Tai Chi no deck da embarcação.

* Conhecer de bicicleta a costa margeada pela floresta tropical até o vilarejo vietnamita de Hai

* Nadar ou andar de caiaque pelas belas e calmas águas esmeralda da baía.

* Visitar a gruta das surpresas com fantásticas estalactitas e estalacmitas, além de outras formações rochosas bem curiosas.

Eu fui e recomendo! A beleza natural do arquipélago é incontestável. A viagem é recomendada para turista que gosta de aventura e emoção. Pare este roteiro a contratação de uma agência especializada é imprescindível, no meu caso escolhi a Queensberry.

Fotos: Greyce Kelli

Agência: http://www.queensberry.com.br

Baía de Ha-Long – Um paraíso único.
Classificado como: