As plantas são um atrativo a parte quando bem escolhidas e posicionadas nos ambientes. Por isso, elas fazem, cada vez mais, parte dos projetos de decoração de interiores. E não é só pela beleza que elas encantam, existe uma gama de benefícios que podem ser obtidos ao incluir vegetação nos cômodos.

Você conhece as melhores plantas para dentro de casa? Nesse post, apresentaremos as opções mais indicadas para a sua decoração e bem-estar. Então, continue lendo e aproveite as nossas dicas!

Por que as pessoas deveriam ter mais plantas em casa?

Sabe aquele frescor que você sente ao chegar em um parque de reservas naturais, com água e muitas árvores? As plantas podem causar o mesmo efeito dentro da sua casa, e isso acontece porque elas atuam na limpeza e umidificação natural do ar, o que influencia na melhora da respiração.

Além disso, as plantas levam vida para o ambiente, deixando ele mais bonito e agradável, contribuindo para a redução do estresse e proporcionando um bom relaxamento.

Quais são os tipos ideais de plantas para dentro de casa?

Cada planta tem suas particularidades, e por isso, separamos algumas das espécies mais fáceis para ter dentro de casa. Conheça, a seguir, as principais delas.

Costela-de-adão

A costela-de-adão é uma planta nativa do México e muito cultivada ao redor de todo o globo, pois é de fácil adaptação a vários tipos de ambientes. Porém, ela não é muito recomendada quando tiver crianças e animais de estimação em casa, já que pode ser tóxica. Ela dá frutos, mas só devem ser ingeridos quando bem maduros para não ter uma intoxicação alimentar.

O seu cultivo deve ser feito à meia-sombra, sem luz direta do sol, e em um solo úmido, mas cuidado para não deixá-lo encharcado. Regue somente quando perceber que a terra está começando secar.

Palmeira-ráfia

A palmeira-ráfia tem a sua origem do outro lado do mundo, na China, e é conhecida pelo seu caule fino e longo. Para muitos, lembra o bambu, mas tem particularidades que a define bem. O crescimento da planta é lento, mas vale a pena esperar, já que dá à decoração do ambiente uma mistura de inspirações tropicais e orientais.

Essa espécie fica bem em uma sala de estar, desde que não pegue luz direta do sol. O seu cultivo deve ser feito à meia-sombra, em um vaso ou diretamente no solo, e regada uma vez por semana.

Samambaia

Se você usa um aparelho para umidificar os ambientes da casa, deve rever os seus conceitos, pois a samambaia realiza essa função de forma natural. Isso acontece por que as folhas transpiram, liberando gotículas de água que hidratam o ar ao redor — e não é só isso, ela também limpa o ar. As gotículas de água liberadas removem resíduos poluentes como xileno, benzeno e formaldeído, purificando o ar da residência.

Seu cultivo deve ser feito em vasos e ficar em lugares altos, como pendurados no teto ou nas janelas, pois carece de espaço para o caimento das folhas. A luz direta do sol faz bem para a planta, mas a terra deve viver úmida.

Suculenta

Considerada uma das plantas mais fáceis de serem cultivadas, a suculenta pode ser encontrada em feirinhas, supermercados e floriculturas. São de porte pequeno e combinam bem com vários tipos de decorações devido a sua delicadeza. É uma espécie peluda e acumuladora de água, e por isso, dispensa a rega diária — uma vez por semana já é o suficiente.

Antúrio

De todas as plantas mencionadas, o antúrio é a única que dá flores, diversificando as cores do ambiente. Ela ajuda no relaxamento só de observá-las, e o seu cultivo deve ser realizado em lugares com boa luminosidade, mas sem o contato direto com a luz do sol. Além disso, demanda um solo sempre úmido e rega diária.

As plantas para dentro de casa requerem cuidados especiais, como podas e limpezas constantes. Assim, além de deixar o ambiente mais bonito e fresco, elas devem apresentar vitalidade por mais tempo.

Gostou das nossas dicas? Compartilhe com os seus amigos nas redes sociais e ajude-os a formarem um ambiente mais agradável com plantas.

Descubra as plantas para dentro de casa que mais dão certo