Conhecer medidas práticas para aplicar a sustentabilidade em casa pode fazer não só com que você utilize recursos de forma mais inteligente, mas também participe ativamente na preservação do meio ambiente. São muitas as alternativas que surgem no mercado ou mesmo as informações que são oferecidas como estímulo para tais iniciativas. Compreendê-las e realizá-las é certamente algo benéfico e que vale a pena ser praticado.

Que tal entender melhor como tornar a sua casa mais ecologicamente sustentável? Continue lendo e veja as dicas que separamos para você!

Organize e recicle o lixo

Umas das medidas mais simples e que produzem um efeito extremamente positivo ao meio ambiente e à própria higiene da sua casa é organizar e reciclar o lixo. O principal é que você separe os rejeitos orgânicos dos industrializados como plástico, papel e vidros para então dar o devido destino a cada um deles.

Se você mora em um prédio ou condomínio, pode sugerir na reunião de moradores que essa prática se torne um hábito comum daquele local ou que pelo menos haja lixeiras apropriadas disponíveis para quem quiser separar adequadamente o lixo.

Em último caso, reserve um canto da sua casa para fazer a seleção dos rejeitos e, a partir daí, leve-os até um local apropriado de despejo como os centros de coleta seletiva ou os recipientes próprios disponíveis em praças e locais públicos.

Economize água e energia

A economia de água pode passar tanto por aspectos práticos — diminuir o tempo do banho, instalar uma torneira com sensor no banheiro ou optar por descargas econômicas — quanto por questões maiores, como investir em um sistema de coleta e filtragem de água de chuva, por exemplo.

Esses sistemas, dependendo da complexidade e finalidade de cada um deles, podem variar de R$ 250 a R$ 1,5 mil no seu valor final. Todavia, no longo prazo se tem uma grande economia e um impacto bastante positivo no ambiente devido à captação de água de forma natural.

Com a economia de energia não é muito diferente. Você pode partir de princípios mais simples, como atentar para aparelhos ligados o dia todo na tomada, mas que não são utilizados, ou mesmo luzes acesas pela casa desnecessariamente. Também é possível apostar em alternativas mais expressivas como painéis de energia solar.

Ainda que todas essas práticas sejam importantes, ao investir na geração de energia solar você contribui mais significativamente para o meio ambiente, uma vez que está se valendo de um recurso renovável (a luz do sol). Você ainda colhe como resultado uma economia inegável na conta de energia no longo prazo.

Água e energia são imprescindíveis tanto para a vida humana quanto para a sustentação do sistema no qual vivemos. Quando cuidamos da preservação e otimização da utilização desses recursos, conseguimos uma casa muito mais sustentável, ecologicamente correta e econômica.

Cultive o próprio alimento

A agricultura urbana, uma tendência que vem crescendo cada vez mais nas metrópoles e incentivada por movimentos ecológicos diversos, é uma alternativa e tanto para contribuir para a conservação de nosso planeta e para uma vida mais saudável dentro de casa.

Em um país tropical como o Brasil, são muitas as ervas, vegetais, frutas e demais fontes de alimentos naturais que podem ser cultivados em domicílio sem muita dificuldade. Até mesmo em pequenas áreas é possível criar alternativas como vasos suspensos e outras soluções que funcionam muito bem em qualquer espaço. Por isso, falta de lugar para colocar as suas plantas não será desculpa para realizar algo tão prazeroso quanto cultivar o próprio alimento.

Vale lembrar ainda que esse tópico acaba se relacionando com outras questões que apresentamos neste post. Por exemplo, você pode aproveitar a água da chuva para regar a sua horta urbana e usar os rejeitos orgânicos do lixo da sua casa para criar uma composteira para adubagem.

Em outras palavras, quanto mais você investe em sustentabilidade, mais os diferentes pontos se beneficiam e você fortalece tanto a preservação ambiental quanto o uso inteligente dos recursos em seu lar.

Utilize mais luz natural

Optar pela energia solar e evitar manter luzes acesas desnecessariamente são, sem dúvida, ótimas medidas. No entanto, você pode ir além e investir em soluções inteligentes de arquitetura que beneficiam a entrada e utilização de luz natural na sua casa.

Que tal utilizar janelas maiores e paredes translúcidas em pontos específicos do lar que não comprometam a privacidade dos moradores nem contribuam para o aumento do calor na residência? Ou ainda realizar obras que instaurem a arquitetura bioclimática dentro da sua casa?

Essas são algumas formas de você se beneficiar com o que o ambiente oferece naturalmente. Com isso, é possível restringir o uso de compensações como ar-condicionado, lareiras, iluminação artificial e demais facilidades modernas que impactam negativamente o meio ambiente.

Invista em um teto verde

O teto verde tem sido outra forte tendência no mundo todo, sendo muito estimulada em alguns países desenvolvidos. A Holanda, por exemplo, é referência no desenvolvimento de ecotelhados. Por lá, há diversos projetos que transformam o formato do teto de edifícios para aproveitar melhor a entrada natural de luz, aumentar a impermeabilização e implementar técnicas eficientes de drenagem.

A estratégia, além de aprimorar o ambiente das cidades, evita a concentração de ondas de calor nas edificações que se valem de tal alternativa. Na sua casa, você também pode utilizar esse importante recurso para melhorar o ecossistema e a climatização do seu lar.

Os principais modelos disponíveis hoje no mercado brasileiro são feitos de uma mistura de materiais sintéticos e orgânicos que podem ou não conter uma vegetação sobre eles. Nos formatos mais simples, que não contam com nenhuma vegetação, o valor médio costuma ficar em R$ 50/m². Os modelos mais completos, que apresentam vegetação sobre o seu material, custam em torno de R$ 150/m².

São muitas as iniciativas que colaboram de maneira prática para a sustentabilidade em casa. Neste post, abordamos uma gama bastante extensa que vai desde pequenas atitudes até investimentos maiores que terão um impacto benéfico no longo prazo. Independentemente de qual for a sua escolha, procure adotar alguns cuidados a fim de dar sua contribuição ao meio ambiente e otimizar a utilização de recursos em seu lar.

Se gostou de conhecer essas medidas práticas para aplicar em seu lar e efetivar a sustentabilidade em casa, aproveite para entrar em contato conosco e descobrir as soluções que temos para você.

Sustentabilidade em casa: conheça medidas práticas para aplicar!